O sobrevivente do Covit-19 saiu do coma 65 dias depois. Agora ele apóia a vacinação

Andrea Arriaga Borges é do Parque dos Camarões Não vacinado Ela disse a Briana Kayler da CNN na segunda-feira que estava sofrendo de Govt-19. A mãe de cinco filhos teve um teste positivo em maio de 2021 e foi tratada no pronto-socorro alguns dias depois.

“Fiquei em coma por 65 dias. Fiquei no hospital por um total de quatro meses e meio”, disse ele ao New Day da CNN. “Eu não conseguia andar. Perdi minha capacidade motora e muscular, perdi cerca de 15 quilos e voltei para casa em uma cadeira de rodas; aprendi novamente a andar.”

Conforme a epidemia avança para o terceiro ano, há um aumento contínuo e Variante Omigron Continua Afetando o país. Os Estados Unidos quebraram seu recorde médio diário de casos no domingo, com 403.385 infecções, de acordo com uma análise da CNN de dados da Universidade Johns Hopkins. As internações hospitalares estão aumentando, de acordo com dados do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, mas atingiram um pico de 54% desde janeiro passado.
Arriaga Borges, de 48 anos, teve uma recuperação significativa Vulnerabilidades do governo Fique com ela como sua “voz áspera” na traqueostomia, disse ele. Ela não conseguia falar porque estava no esôfago há meses.

“Os médicos disseram que meus filhos, minha irmã, meu marido, eu tinha 5% de chance de sobreviver”, disse Ariaga Borges. Ela superou todas as adversidades e foi para casa no dia 29 de agosto.

Ele disse que Arriaga Borges já havia sido “contra” a vacina. Quando questionada sobre o que ela pensa por trás disso, Arriaga Borges disse que ela é saudável sem quaisquer problemas de saúde subjacentes. Ela nunca fumou e não tem problemas cardíacos ou pulmonares.

READ  O Brasil é um desafio para as empresas farmacêuticas

“Pensei que tivesse ficado doente por quatro ou cinco dias, mas não fiquei”, disse ela.

Após sua morte, Ariaga Borges exorta as pessoas a se vacinarem.

“Não quero que ninguém passe o que eu passei”, disse ele. “A única coisa que posso dizer é, coloque uma camada protetora extra e vacine. Receba um reforço. Acho que todos deveriam ter uma escolha, mas ao mesmo tempo se trata de proteger a si mesmo e aos outros.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *