Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Brasil. Choveu em uma área e outra – a pior seca em anos

O Brasil caiu sob a influência de eventos climáticos extremos. Níveis extremos de perigo de inundação foram anunciados na parte leste do país hoje, no estado de Minas Gerais. Por sua vez, o sul do estado do Rio Grande do Sul tem a pior seca em anos.

Chove forte há alguns dias no estado de Minas Gerais, no Brasil. Mais cinco mortes foram registradas na quinta-feira. Novos dados aumentaram o saldo trágico neste estado para 24 pessoas.

341 comunas decidiram introduzir um estado de emergência. Um total de cerca de 30.000 pessoas foram evacuadas.

Inundações repentinas e deslizamentos de terra

O poder dos elementos pode ser visto nas fotos. No sábado, um fosso na mina Pav Franco, próximo à cidade de Nova Lima, se rompeu. A água infiltrou-se rapidamente na estrada e causou grande transtorno.

Por outro lado, na cidade de Portas de Guanhais, houve relatos de despejos forçados. Aqueles incapazes de se mover foram transportados de helicóptero para a segurança.

Um grande deslizamento de terra ocorreu em Ponte Nova, destruindo três veículos.

A pior seca em 17 anos

Enquanto isso, o Rio Grande do Sul enfrenta a pior seca em 17 anos. Os agricultores estão preocupados com a possibilidade de não obter bons rendimentos nesta temporada. Isso também pode significar menos forragem para o gado. Em alguns municípios, a perda chega a 80%.

Um estado de emergência foi declarado em muitas cidades e aldeias devido à seca. As perdas de produção este ano são estimadas em mais de 19 bilhões de riais brasileiros (mais de 13 bilhões de PLN).

O governo está tentando apoiar os agricultores.

– Este problema deve ser resolvido rapidamente para minimizar as perdas. Mas a ministra da Agricultura Theresa Christina concordou que não podemos ajudar em tudo.

Alguns municípios querem ajudar os agricultores mais desfavorecidos financiando a compra de sementes e regando suas fazendas.

De acordo com as previsões, o estado do Rio Grande do Sul não deve esfriar por enquanto. De acordo com os sinápticos locais, as temperaturas devem ultrapassar os 40 graus Celsius até o final da semana. Na quinta-feira, uma das estações de medição na fronteira com a Argentina indicou exatamente 45 graus Celsius.

Fonte da foto chave: ENEX

READ  No Brasil, mais de 800 pessoas a bordo de navios de cruzeiro ficaram feridas

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Dia Jundiaí