Fique Conectado

Jundiaí

IR 2020: 127 mil contribuintes em Jundiaí prestarão contas ao Leão! Saiba se você precisa e como declarar!

Avatar

Publicado

em

Logo após o carnaval, inicia o período em que os contribuintes do País inteiro devem enviar suas declarações de Imposto de Renda ao Leão.

O prazo começa em 2 de março e termina em 30 de abril de 2020, data limite para que todos os contribuintes tenham finalizado o processo.

Somente em Jundiaí, existem 127 mil contribuintes, dos quais 47 mil declaram pelo modelo completo e 80 mil enviam pelo modelo simplificado.

Para se ter uma noção em valores, no município, R$ 46 bilhões é o total, em reais, do que os contribuintes possuem para declarar em bens e direitos (como investimentos financeiros, por exemplo).

Já R$ 3,0 milhões é o total de dívidas e ônus dos contribuintes do município.

Saiba quem é obrigado a declarar Imposto de Renda

Vale lembrar que o Imposto de Renda declarado em 2020 refere-se ao chamado ano-calendário 2019, ou seja, o contribuinte deve declarar seus rendimentos e gastos realizados no ano passado.

E esses 127 mil contribuintes em Jundiaí não estão somados à toa.
A Receita Federal definiu, para o ano de 2020, quem deve informar ao Leão, obrigatoriamente. Entenda quem está obrigado a enviar a declaração, tendo como referência o ano passado:

  • quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • contribuintes que receberam rendimentos isentos acima de R$ 40.000;
  • aqueles que tiveram, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na venda de bens ou realizaram operações na Bolsa de Valores;
  • quem optou pela isenção de IR na venda de um imóvel residencial para comprar outro, se as duas transações ocorreram dentro de, no máximo, 180 dias;
  • aqueles que, até o último dia do ano a ser declarado, tinham posses somando mais de R$ 300 mil;
  • pessoas que alcançaram a receita bruta acima de R$ 142.798,50 em atividades rurais;
  • todos aqueles que passaram a morar no Brasil, em qualquer mês do ano passado.

Se você está incluído em qualquer um dos itens listados acima, prepare-se para enviar a sua declaração também.

Declarar o Imposto de Renda é fácil

Apesar de o próprio símbolo da Receita Federal ser um Leão, um animal poderoso e amedrontador, o processo obrigatório não precisa ser feito com medo ou tensão.

Para declarar, é preciso juntar todos os documentos que comprovam tanto as receitas (ou rendimentos) quanto as despesas. Informe de rendimentos das fontes pagadoras, contratos de compra e venda, de investimentos com corretora de valores e despesas médicas são documentos obrigatórios para quase todos os cidadãos.

As documentações citadas acima são exemplos das mais comuns, mas não são as únicas exigidas. Lembre-se que cada rendimento e cada despesa precisa ser comprovado e, portanto, é possível que cada contribuinte possua outras a apresentar. Junte e organize todas elas e comece a declarar o Imposto de Renda.

Existem muitas maneiras de enviar a declaração, sendo uma das mais conhecidas a contratação (e, portanto, gasta-se com) um contador. Entretanto, é possível fazer de graça.

Declarando o Imposto de Renda gratuitamente

Para fazer sozinho, o contribuinte deve fazer o download do programa oficial, no site do governo, e preencher todos os campos obrigatórios, prosseguindo até que consiga emitir o recibo de entrega.

Por outro lado, se isso ainda parece complicado (e, de fato, algumas perguntas do sistema oficial podem conter termos bem complexos), há ainda outra solução, que é gratuita e super fácil de usar.

Leoa, que se apresenta como assistente virtual (ou seja, um robô que faz a declaração do Imposto de Renda para o contribuinte), possui uma ferramenta própria para que o contribuinte envie sua declaração, de modo tão seguro quanto o oficial, mas sem os termos difíceis e sem deixar passar nada, porque utiliza a inteligência artificial. E totalmente sem custos para o declarante!

Vale lembrar que, quanto antes for concluída a declaração, o contribuinte tem mais chances de restituir logo nos primeiros lotes.

O que é a restituição?

A restituição do Imposto de Renda é o momento em que o Leão devolve o dinheiro aos contribuintes que pagaram mais impostos do que deveriam.

Em outras palavras, grande parte dos contribuintes têm os Impostos de Renda retidos na fonte pagadora, ou seja, a empresa em que trabalha, por exemplo, já tira parte do valor do salário, por mês, e encaminha ao governo.

Se, ao final do ajuste de contas o governo perceber que o contribuinte pagou a mais do que deveria, ele devolve o valor, corrigido pela Selic, a taxa de juros básica do País.

E, somente em Jundiaí, o governo irá restituir R$ 99 milhões aos contribuintes. Portanto, fique atento à data da entrega da sua declaração e, depois, aos lotes de restituição, para saber exatamente quando você restituirá, se tiver algo a receber.

Portanto a dica é enviar o quanto antes para, se for o caso, restituir também o quanto antes. Contudo, é preciso organização dos documentos comprovantes das despesas e rendimentos: comece a separá-los.

Empregos

Assaí Atacadista abre 285 vagas de emprego em Jundiaí

Avatar

Publicado

em

O Assaí Atacadista, rede de atacado de autosserviço que mais cresce no Brasil, está selecionando profissionais para sua loja que será inaugurada em Jundiaí nos próximos meses. São 285 vagas para diferentes setores da unidade, como operador de caixa, operador de empilhadeira, repositor, cartazista, nutricionista, cozinheiro e atendente de vendas, incluindo oportunidades para Pessoas com Deficiência. Os interessados devem se cadastrar no site https://expansaoassaijundiai.gupy.io/ até o dia 3 de julho.

Como medida de prevenção contra a Covid-19, o processo seletivo da rede foi adaptado para ser realizado 100% online. “Em todo o Brasil, o Assaí adotou uma série de medidas para garantir a segurança de seus colaboradores e clientes. Em Jundiaí, estamos tomando todos os cuidados necessários já na etapa de seleção dos candidatos. Faremos a seletiva online para evitar deslocamentos desnecessários e aglomerações. Em especial nesse período que estamos vivendo, queremos colaborar com a geração de renda para a população, fortalecendo a economia local e cumprindo com o nosso papel na sociedade”, afirma Sandra Vicari, Diretora de Gestão de Gente no Assaí Atacadista.  

O Assaí oferece remuneração e pacote de benefícios compatíveis com o mercado. A rede possui, ainda, um plano estruturado de carreira e investe constantemente em capacitação e no desenvolvimento profissional de seus colaboradores em todo o País.

Negócio de atacado de autosserviço do GPA, um dos maiores grupos varejistas do país, o Assaí atende pequenos e médios comerciantes e consumidores em geral que buscam economia em compras de grande volume. Atacadista que mais cresce no Brasil, a rede está presente nas cinco regiões do País, com 169 lojas distribuídas em 21 estados e no Distrito Federal. Conta com uma plataforma própria de serviços financeiros, o Passaí, composta por cartão próprio e uma maquininha de cartão de crédito e débito. Anualmente, o Assaí recebe mais de 250 milhões clientes em suas unidades. Em 2019, foi eleito o atacadista mais admirado do País pelo ranking IBEVAR-FIA.

Continuar Lendo

Jundiaí

Após a quarentena, Jundiaí receberá o Bar Santa Leda

Avatar

Publicado

em

bar santa leda jundiai

Quando a quarentena for finalizada, Jundiaí receberá um novo bar, o Bar Santa Leda. Localizado no Boulevard Beco Fino, o bar substituirá o Varuka SteakBar. A ideia inicial era de inaugurar em abril, mas por conta da quarentena devido a pandemia de Coronavírus a inauguração teve de ser adiada.

Jundiaí tem visto a sua rotina mudar e novos bares serem instalados na cidade.

Continuar Lendo

Jundiaí

Subsede da Apeoesp em Jundiaí vai arrecadar cestas básicas para professores sem salário

A campanha acontece nas 94 unidades da entidade sindical

Avatar

Publicado

em

O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) lançou nesta segunda-feira (20) a campanha “Solidariedade nas Subsedes” com o objetivo de arrecadar cestas básicas a serem distribuídas a professores e famílias em situação de vulnerabilidade social em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus. Todas as 94 unidades da entidade sindical estão recebendo doações de alimentos, produtos de limpeza e itens de proteção individual.

A presidenta da Apeoesp, a deputada estadual Professora Bebel (PT), explicou que a distribuição das cestas básicas terá como prioridade os profissionais que estão sem aulas durante a quarentena como, por exemplo, os professores eventuais e os da chamada “Categoria O”, que não conseguiram ter aulas atribuídas.

“Nós estamos profundamente engajados na defesa da vida, não apenas defendendo a continuidade do isolamento social como forma eficaz de proteção contra a covid-19, mas também realizando essa campanha de arrecadação de alimentos. Esses itens também serão distribuídos a outras pessoas que necessitarem, na medida das possibilidades”, destacou Bebel.

Nesta segunda-feira, a presidenta da Apeoesp participou da distribuição de 400 cestas básicas e 80 marmitex em Piracicaba, no interior de São Paulo. A professora eventual Camila Correia de Almeida Manoel, que está afastada do trabalho desde meados do ano passado e teve seu salário cortado no início deste ano, foi uma das beneficiadas com a cesta básica. “O que a Apeoesp está fazendo é de suma importância, uma vez que os professores eventuais estão sem renda”, enfatizou a educadora.

Além da arrecadação de alimentos, a Apeoesp também está recebendo doações por meio de depósito bancário na sua conta Agência 0041/Conta 13-005573-9, no Banco Santander. Os recursos arrecadados serão utilizados na compra de mais alimentos para a categoria. “Esse é o momento de sermos solidários. A doação pode ser de qualquer valor. O isolamento é necessário, mas, para que ele seja feito, as famílias precisam de comida”, defendeu a deputada.

A Professora Bebel destacou ainda que continuará pressionando o governo do Estado de São Paulo para garantir uma renda mínima aos professores sem vínculo de trabalho. “Vamos continuar na luta para que o governo conceda uma renda de pelo menos R$ 1.500 a cada professor eventual. É inadmissível o governador João Doria determinar isolamento social no Estado, mas não dar condições aos professores e às famílias carentes que precisam de atenção especial”, argumenta a deputada.

A subsede da Apeoesp em Jundiaí fica na Rua XV de Novembro, 1462 – Centro .

Continuar Lendo

+ Lidas do Mês