Brasil: Número recorde de pessoas infectadas com o vírus corona

Além disso, o Ministério da Saúde do Brasil disse na terça-feira que 351 pessoas morreram nas últimas 24 horas. A Reuters citou o PAP como tendo dito.

Uma epidemia no Brasil

O registro anterior de infecção no Brasil foi datado de 23 de julho de 2021, com 115.228 infecções relatadas. Espera-se que o número de novos casos aumente a partir do início de 2022.

Ethel Maseel, epidemiologista da Universidade do Espírito Santo, prevê que o pico da taxa de infecção será em fevereiro deste ano. Segundo o médico, o aumento “ainda não se reflete no número de pessoas internadas no hospital, mas a pressão sobre o serviço de saúde já é alta e devemos ver nas próximas semanas. Serão “significativas”.

O número de mortos por Covit-19 no Brasil também está aumentando. Nas estatísticas de mortes, segundo estimativas da Reuters Os brasileiros estão abrindo caminho para o mundo Apenas para os Estados Unidos e a Federação Russa. De acordo com dados do Ministério da Saúde local, 23.211.894 casos e 621.517 mortes foram relatados desde o início da infecção pelo coronavírus.

Atacado por uma epidemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde, os Estados Unidos são o país mais atingido pela epidemia de Covit-19 de 2021. Vou, em países desta parte do mundo, a maioria das vacinações com o produto Govit-19 foram realizadas. As Américas do Norte e do Sul também ficaram piores nos números da epidemia mundial em 2020.

Segundo a OMS, existem 282 milhões de infecções pelo vírus corona em todo o mundo e as 5,4 milhões de mortes que causam em todo o mundo são 36%, respectivamente. Quase 44 por cento de todos os casos. As mortes vieram dos Estados Unidos. Por causa das estatísticas dramáticas, os especialistas apontam dificuldades no acesso a serviços médicos para residentes de países individuais, especialmente nos subúrbios mais pobres das grandes cidades.

READ  O famoso escritor e romancista americano John Didian faleceu

consulte Mais informação:
Eles vão matar hamsters neste país. A causa do corona vírus
consulte Mais informação:
EMA: Vacina Covit baseada na tecnologia MRNA não é perigosa para a gravidez

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Dia Jundiaí