Athletic Bilbao – Barcelona. Bascos expulsou o Barcelona da Taça do Rei

Athletic Bilbao e Barcelona sofreram duas derrotas na semana passada contra o Real Madit na Supercopa da Espanha. Nas 1/8 de final da Copa do Rei, as duas equipes se enfrentaram em confronto direto. Foi difícil identificar um favorito claro.

A partida começou perfeita para os bascos de Bilbao, que “nocautearam o adversário” no primeiro ato. Nico Williams desenvolveu uma incrível velocidade de asa. Na frente do zagueiro do Barcelona, ​​ele pegou a bola na área e jogou para o outro lado dos dezesseis. Lá estava Iker Munyn, que mandou a bola curvada “por cima do aro” do goleiro adversário com um chute certeiro e deu vantagem aos anfitriões.

O gol perdido não eliminou os jogadores blaugrana, que souberam responder muito rapidamente. Aos 20 minutos não havia boas situações, quando já tínhamos o gol marcado para o Barcelona. Seus jogadores trocaram muitos passes nesta ação. Por fim, a bola foi para a grande área para Ferran Torres, que chutou na diagonal com o pé direito por trás do zagueiro, perfeitamente dentro das redes.

Os donos da casa ganharam muito no primeiro tempo. Aos 26 minutos, Munyen chutou depois de um belo ato, mas foi muito errado. No final desta parte do jogo, apenas a intervenção sacrificial de Gerard Piqué impediu o Barcelona de sofrer um golo. Um jogador experiente bloqueia o tiro com um slide deslizante. Já na ação seguinte, após o escanteio, a bola dançou na linha do gol. A resposta adequada ao controle dos visitantes sobre o Atlético veio aos 27 minutos, quando Gavi cruzou o gol de cabeça.

READ  Erling Haland. Por que ainda estou ferido?

O domínio do Atlético no início do segundo tempo foi muito claro. Marc-Andre ter Stegen teve uma intervenção muito difícil aos 52 minutos para parar o chute de Nico Williams. O Barcelona também poderia ter sido prejudicado pela ação rápida dos irmãos Williams. Nico cruzou rapidamente e Inaki acertou um chute de primeira, errando um pouco.

O Barcelona tentou contra-atacar, mas não conseguiu finalizar. Os irmãos Williams não viveram para defender seus convidados. Aos 85 minutos, Blaugrana defendeu o travessão após a corrida de Inaki. Mas em um instante, a alegria irrompeu de todo o estádio San Mamés. A bola foi arremessada para a área do Barcelona em cobrança de falta. Em grande confusão sob o gol, Inigo Martinez, sentado no campo, rolou a bola para a rede.

Os anfitriões tiveram a oportunidade de aumentar o placar na prorrogação e ainda marcaram um gol de impedimento que não foi reconhecido pelo árbitro. Na época, ninguém teria pensado que o FC Barcelona seria capaz de empatar e levar para a prorrogação. Isso foi devido a um estranho ato de desespero. A bola foi arremessada para a área aos 94. Um zagueiro do Athletic quicou de cabeça para baixo e Dani Alves chutou até o meio dos 16. Pedri pegou a bola e, apesar de coberto, acertou a rede por 2:2.

A prorrogação começa quando os jogadores do Bilbao atacam, mas não tão louco. É como se os jogadores de ambas as equipes pudessem ter uma decisão potencial nos pênaltis na parte de trás de suas cabeças. O Barcelona pode liderar aos 103 minutos após o chute de Serginio Desta. Aos 104 minutos, Inaki Williams cruzou a bola e Jordi Alba parou a bola com a mão. O árbitro não percebeu essa jogada no início, mas depois de assistir a uma repetição do VAR, ele decidiu ditar onze. Iker Munya acertou com grande confiança.

READ  Dominika Grosicka pokazała umięśniony brzuch. Od razu widać efekty treningów

O Atlético de Barcelona foi expulso da Copa do Rei e avançou para as quartas de final.

Athletic Bilbao – Barcelona 3: 2 por cão. (2:2, 1:1)

Objetivos. Iker Muniain (2105 pênaltis), Inigo Martinez (86) – Ferran Torres (20), Pedri (90).

cartões amarelos: Garcia, I.; Williams – Piqué, Peder, Jung, Alba

Atlético de Bilbau: Agirrezabala – de Marcos (106. Lekue), Vivian, Martínez, Berchiche – N. Williams (110. Zarraga), D. García, Vesga (117. Nolaskoain), Muniain – R. García (79. Berenguer), Sancet (52 .) I. Williams)

F.C.B: Ter Stegen – Alves, Pique, Araujo, Alba – Gavi (61. F. de Jong), Busquets, Pedri (105 + 3. Braithwaite) – Azzuli (46. Nico), Torres, Gutgla (61. Fati, 96. dt )).

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Dia Jundiaí