A situação na Ucrânia. Staff: Separatistas consolidam suas posições no Donbass

“No último dia, além disso, a localização nos territórios temporariamente ocupados foi revelada e registrada 275 unidades de equipamento militar das Forças Armadas da Federação RussaQue foi publicado em violação dos acordos de Minsk “- escreveu a tripulação no domingo.

Publicar, entre outros, Tanques, canhões autopropulsados, veículos de combate blindados e obuses.

Veja também: CIT: Rússia envia mísseis Iskander para o Ocidente

Também foi mencionado que em Em áreas controladas pelos separatistas, o trabalho da Missão de Monitoramento Especial da OSCE foi obstruído, incluindo o corte do sinal do avião e o fogo direcionado ao dispositivo.

A tripulação ucraniana acredita que “as violações registradas pelas Forças Armadas da Federação Russa mostram que estão sistematicamente criando condições para uma maior escalada de tensões ao longo da linha de demarcação. E em torno de tentativas de esconder suas atividades criminosas de observadores internacionais”.

Enfatizou-se que as forças ucranianas estavam no controle da situação e “continuam a cumprir suas tarefas de repelir e conter a agressão militar”. A tripulação enfatizou que o lado ucraniano respeita os acordos de Minsk e abre fogo apenas quando as ações inimigas representam uma ameaça à vida e à saúde de soldados e civis ucranianos.

O conflito armado eclodiu em Donbass após a vitória da revolução pró-ocidental em KievIsso levou à derrubada do então presidente pró-russo da Ucrânia, Viktor Yanukovych, no início de 2014. Na primavera daquele ano, rebeldes apoiados pela Rússia declararam duas autoproclamadas Repúblicas Populares no Donbass.

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos estima que 13,2-13,4 mil pessoas morreram em conexão com o conflito em Donbass. Pessoas. Segundo Kiev, cerca de 14.000 pessoas morreram como resultado do conflito. Pessoas.

READ  Rússia: O porta-voz do Kremlin é responsável pelo Donbass. O apelo do parlamento russo


Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Dia Jundiaí