A FlixBus quer duplicar o número de quilómetros percorridos. Ele aposta no Brasil

Os conjuntos FlixBus percorreram um total de 24 milhões de quilômetros em 2021, e a operadora planeja dobrar esse número este ano. O número de cidades atendidas aumentará em quase 20% para 390 lugares.

  • A FlixBus pretende transportar cerca de 50 milhões de passageiros até 2022, fornecendo ligações para 390 cidades na Polónia e na Europa.
  • A operadora tem grandes expectativas para sua presença no Brasil, mas ainda não tem planos específicos de expansão na América do Sul.
  • Dentro de alguns anos, a empresa pretende focar na expansão de sua frota com veículos de baixa emissão.

A FlixBus e mais de 30 de seus parceiros em todo o mundo percorrerão mais de 24 milhões de quilômetros em 2021. No total, a FlixBus no ano passado forneceu conexões para 330 cidades na Polônia e na Europa. As viagens domésticas são de 78%. Todas as viagens; Antes do surto, a taxa flutuava em 60%.

De acordo com representantes da empresa na conferência, a FlixBus transferiu 33 milhões de PLN para o orçamento do Estado em 2021 – incluindo 12 milhões de PLN em impostos especiais de consumo e IVA e 2 milhões de PLN em taxas de combustível e emissões. À luz desses dados, eles enfatizaram que o transporte público tem um impacto real no crescimento econômico.

Projetos de desenvolvimento – mais cidades e quilômetros

Nos planos deste ano, a filial polonesa da FlixBus anunciou que dobrará o número de quilômetros do ano passado (24 milhões de quilômetros) e quebrará a linha de chegada até 2019 (46 milhões de quilômetros).

No verão, a oferta de conexões abrangerá relações internacionais diretas e completamente novas, a saber: Zielona Góra – Berlim, Cracóvia – Paris, Białystok – Praga. Outras cidades da Polônia também se juntarão à fase verde. Brzesko, Chem, Ostrów Mazowiecka, Pabianice e Ryki.

READ  A Apple emitiu um aviso para a fábrica da fornecedora da Foxconn na Índia após protestos

A expansão da rede incluirá também a intensificação das concessões internacionais aos países bálticos. Atualmente, 29 rotas domésticas estão sendo operadas na Estônia em parceria com a Go Bus. Além disso, a empresa planeja focar no aumento da oferta de conexões aeroportuárias este ano.

No total, até o final de 2022, a operadora pretende fornecer conexões para 190 cidades da Polônia e 200 cidades da Europa.

Até agora, a frota da FlixBus possui apenas treinadores de combustão interna, mas eventualmente a participação de veículos de baixa emissão aumentará significativamente em alguns anos.

Em 2024, a empresa será o primeiro piloto a lançar o primeiro ônibus movido a hidrogênio. O primeiro mercado para esta solução foi a Alemanha.

Brasil – um mercado com enorme potencial de negócios

Uma característica importante realizada no ano passado foi a expansão dos mercados nas Américas do Norte e do Sul.

No final de 2021, o Brasil se tornou o primeiro país sul-americano a possuir um FlixBus. Outro evento importante foi a aquisição da Greyhound Lines, a transportadora norte-americana líder no mercado norte-americano há mais de cem anos. Ao todo, até o final de 2021, a rede global FlixBus fornecia 400.000 conexões por dia para mais de 2.500 locais em 37 países.

Os representantes da FlixBus apontam que o Brasil é um país com grande potencial quando o assunto é transporte público.

As maiores vantagens são a grande população no Brasil, a falta de concorrência acirrada no mercado de transportadoras. Paradoxalmente, a infraestrutura viária menos desenvolvida ajuda porque “incentiva as pessoas a viajar de carro e incentiva as pessoas a viajar em transporte público”.

A empresa ainda não tem um plano definido para uma maior expansão na América do Sul, mas quer aumentar gradativamente sua presença.

READ  O Brasil é um desafio para as empresas farmacêuticas

Você está procurando aluguel de armazém? Veja os anúncios em PropertyStock.pl

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Dia Jundiaí