Fique Conectado

Saúde

10 coisas que fazem mal para os dentes: veja hábitos e alimentos do dia a dia que prejudicam seu sorriso

Avatar

Publicado

em

Pode até não parecer, mas alguns hábitos e até mesmo alimentos podem prejudicar bastante o seu sorriso. Se à primeira vista, morder a ponta da caneta ou beber algumas xícaras de café parece algo inocente, a longo prazo eles podem danificar as estruturas dentárias, favorecer o surgimento de cáries e até mesmo escurecer os dentes. Listamos hoje algumas coisas do nosso dia a dia que fazem mal aos dentes. Aproveite ficar de olho e rever sua rotina!

  1. 1. Beber refrigerante em excesso

Rico em açúcares, beber refrigerante com frequência pode se tornar um prato cheio para as cáries – especialmente se a higiene bucal é negligenciada. Além disso, a bebida também podem corroer o esmalte dental, deixando as estruturas mais frágeis. Isso acontece porque as bactérias da boca reagem com os açúcares, gerando subprodutos ácidos.

  1. Morder balas e doces muito duros

Rapadura, pé-de-moleque, balinhas caramelizadas… Quem nunca apostou em um docinho de textura mais dura para adoçar o dia? Entretanto, é preciso ficar de olho nesses alimentos, viu? Por ser necessário chupá-los, o açúcar presente nas balas fica em contato com nossos dentes durante muito mais tempo, o que aumenta o risco de cáries. Além disso, não é recomendado mordê-los, já que esse ato pode quebrar os dentes.

  1. Consumir tomate e frutas ácidas em excesso

Tomate e frutas como limão, laranja e abacaxi também podem prejudicar os dentes. Os cítricos são conhecidos por seu potencial ácido, que danifica a estrutura dentária e a deixa mais fragilizada. O tomate traz ainda outra questão, principalmente se for transformado em molho: além da acidez, o tom vermelho pode penetrar e pigmentar os dentes, deixando-o com um aspecto escurecido e amarelado.

  1. Beber café com açúcar diariamente

Quem faz clareamento já sabe que é importante deixar o cafezinho de lado durante o tratamento: como é escuro, ele pode deixar os dentes manchados, especialmente se consumido com frequência. Esse hábito é ainda mais prejudicial para o seu sorriso quando a bebida é adoçada. Por isso, o ideal é diminuir o consumo de café ao longo do dia e tomá-lo sempre puro ou com um pouquinho de leite.

  1. Escovar os dentes rapidamente e com força

Você já sabe que a escovação diária é essencial para um sorriso bonito e saudável, mas isso também está relacionada à forma como você escova os dentes. Nada de fazê-lo rapidamente e, muito menos, aplicando força demais. Além de não promover uma limpeza profunda, deixando restinhos escondidos entre os espacinhos da boca, você corre o risco de machucar as gengivas.

  1. Não usar o fio dental durante a rotina de cuidados com os dentes

Ok, você até pode estar escovando os dentes da forma correta, mas tem usado o fio dental? Acredite: ele fará toda a diferença na sua rotina – e além disso, o dentista pode perceber que você tem pulado essa etapa durante sua próxima consulta. Não usar o acessório contribui para o acúmulo de bactérias nos dentes e até mesmo para a inflamação das gengivas.

  1. Morder pontas de lápis e tampas de caneta

Muita gente tem o hábito de morder pontas de lápis e tampas de caneta durante momentos de estresse e ansiedade. A maioria não se dá conta dessa pequena mania, mas é melhor ficar alerta! Mesmo que morder o objeto alivie um pouco das sensações ruins, há riscos de fraturas e trincos na estrutura dos dentes, já que isso força os ossos e as gengivas.

  1. Abrir latinhas e embalagens com os dentes

Quem nunca contou com uma ajudinha dos dentes para abrir uma latinha de refrigerante ou um sachê de ketchup? É hora de aposentar esse hábito! Assim como nos casos de lápis e canetas que comentamos acima, isso pode levar à fraturas, trincos e outros danos na estrutura óssea dental. Melhor evitar, certo?

  1. Fumar

Você provavelmente já ouviu falar que o cigarro amarela os dentes, certo? Pois bem, é verdade: a nicotina acaba se acumulando na superfície dos dentes, criando o aspecto manchado. Além disso, fumar traz uma série de outros riscos para sua saúde, incluindo o câncer bucal.

  1. Beber vinho em excesso

O vinho faz sucesso durante os meses mais frios do ano e, embora uma tacinha da bebida possa trazer muitos benefícios para saúde, consumí-lo em excesso pode prejudicar seu sorriso. Por conta da coloração escura, ele pode deixar os dentes com um aspecto escurecido e amarelado. Além disso, o caráter ácido da bebida contribui para a erosão e a desmineralização dentária.

 

Saúde

Para driblar escassez nacional de BCG, Jundiaí cria esquema de vacinação em UBSs

Avatar

Publicado

em

Fotos: Fotógrafos/PMJ

Vacina BCG: oferta foi reduzida em 50% pelo Ministério da Saúde

A Vigilância Epidemiológica (VE), órgão da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), informa que para o mês de agosto haverá a necessidade de adequação na oferta de doses de vacinas, com objetivo de evitar desperdício de doses, tendo em vista a redução em 50% da oferta pelo Ministério da Saúde da dose de BCG. A vacina imuniza contra tuberculose e é aplicada nos primeiros dias de vida da criança.

Maria do Carmo Possidente, enfermeira da VE, explica que o objetivo é dar continuidade ao atendimento da melhor forma possível. “Recebemos esse mês um quantitativo reduzido de BCG e por isso será necessário restringir as UBS de aplicação, para reduzir as perdas e manter a vacinação até o final de agosto”, afirma.

Por mês são aplicadas cerca de 500 doses em Jundiaí. Para evitar a perda do produto, já que cada frasco contém 10 doses e a durabilidade é de apenas 6 horas após o frasco ser aberto, foi estabelecido um cronograma de oferta para otimizar os recursos.

De 29/7 a 30/8, a vacina será aplicada nas seguintes UBS:

  • segunda-feira, no PSF Marlene e UBS Central;
  • terça, Santa Gertrudes e Morada das Vinhas;
  • quarta, Caxambu e Agapeama;
  • quinta, Eloy Chaves e Esplanada;
  • e sexta-feira, no Novo Horizonte e Hortolândia.

O horário de aplicação será das 9h às 15h. A orientação da VE é que os pais procurem a UBS de preferência para vacinar as crianças no período da manhã.

Pentavalente também em falta
Outra vacina que também sofre desabastecimento é a Pentavalente, que não foi disponibilizada para o próximo mês. Essa vacina deve ser aplicada em crianças aos 2, 4 e 6 meses, e protege contra tétano, difteria, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo hemophilus. “Não recebemos Pentavalente esse mês. A informação do Ministério da Saúde é que estão aguardando a baixa do Termo de Guarda concedido pela ANVISA para iniciar a distribuição”, explica Maria do Carmo.

Fonte: Assessoria de Imprensa/PMJ

Continuar Lendo

Saúde

Nação Verde de Jundiaí é uma ótima opção para encontrar comidas saudáveis e deliciosas

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação

Nação Verde de Jundiaí é uma ótima opção para encontrar comidas saudáveis e deliciosas 

A Nação Verde de Jundiaí, interior de São Paulo, oferece diversos produtos naturais, entre alimentos, suplementos, maquiagem e cosméticos. O café conta com um cardápio bem variado, com lanches vegetarianos, batata e salgados, sucos de polpa e funcionais, além do delicioso café orgânico. 

O espaço é bem acolhedor e agradável, podendo ser uma ótima pedida para uma refeição leve na hora do almoço ou um café da tarde saudável. O ponto, que inclui empório e café (modelo Light da rede), é do casal Daniela Pereira Arruda Andrade e Sérgio Luís Andrade. 

Sérgio era consultor de vendas no Banco Itaú e Daniela continua gerenciando uma empresa de logística reversa. O casal sempre sonhou em ter o próprio negócio, mas não sabiam onde investir e nem como começar. A antiga dona da Nação Verde ofereceu a loja para Daniela e ela decidiu comprar, pois estava completamente alinhado com o seu sonho e com o seu propósito de vida. “Não bastava ser um negócio qualquer, era importante ter a mesma vibração do meu propósito de ajudar as pessoas, de conectar os outros com uma alimentação saudável e a loja me permitiu isso. Hoje eu vendo saúde, sustentabilidade, positividade e qualidade de vida”, afirma a proprietária Daniela. 

Como ela ainda mantém seu emprego e cuida da loja, a rotina é muito puxada. Ela trabalha como gerente da empresa de logística reversa na parte da manhã e, à tarde, cuida da loja. Já Sérgio dedica 100% de seu dia para a loja. “Nossa rotina é muito intensa, mas somos um casal que gostamos muito dessa correria e dos desafios que ter o próprio negócio implica. É uma sensação boa, de estar cumprindo nosso dever”, relata Andrade. 

O casal encontrou na Nação Verde a opção de ter seu próprio negócio e conseguir conciliar a vida pessoal, financeira e de trabalho ao mesmo tempo. “Para mim, a principal vantagem de ter a Nação Verde é que eu posso ter controle e liberdade sobre o meu dia e conseguir ter uma vida com mais qualidade”, conta Daniela. 

Além disso, o contato diário com outras pessoas que têm os mesmos propósitos de vida faz com que eles aprendam um pouco a cada dia. “A troca de experiências com os clientes trazem muito conhecimento para nós e com isso aprendemos a sermos melhores e mais saudáveis a cada dia”, afirma Andrade. 

A Nação Verde de Jundiaí fica localizada na Rua do Retiro, 510 – Vila Virgínia e tem o funcionamento de segunda a sexta, das 10h às 19h, e de sábado, das 10h às 18h.  

Sobre a Nação Verde

Primeira Rede de franquias com 3 linhas de produtos próprios e multicanal do Brasil. Com produtos 100% naturais como: suplementos, alimentos a granel, maquiagem orgânica e cosméticos, a Nação Verde conta com 30 lojas ativas espalhadas por todo território nacional. A rede possui três linhas próprias – Almazen de alimentos, Vymana de cosméticos sem parabenos e Biomais de suplementos com mais de 300 produtos.

Continuar Lendo

Saúde

Veja as possíveis causas de uma gengiva inflamada e como tratar

Avatar

Publicado

em

Sabemos que a gengivite é a inflamação do tecido gengival e geralmente é uma resposta ao acúmulo excessivo de placa bacteriana na cavidade bucal. Porém, a doença é multifatorial, ou seja, ela pode depender de outras patologias para ocorrer e, se somada a outros fatores, pode acabar desencadeando doenças como diabetes, leucemia, síndromes e má nutrição. Além disso, para as mulheres, é importante o alerta a esses sinais, principalmente no período de gravidez, onde o aumento hormonal é um fator de predisposição para o aparecimento da doença. Conversamos com a dentista Luciana Garcia que explica como se prevenir e como tratar a gengivite de forma correta.

Quais sintomas, além do sangramento, indicam um quadro de gengivite?

O ideal para não se contrair a gengivite é sempre prevenir com idas periódicas ao dentista e ser instruído pelo profissional quanto à higiene bucal ideal. Porém, se o paciente já apresentar os sinais de inflamação, que incluem vermelhidão, inchaço, sangramento, mau odor e dor, ele deve procurar imediatamente um dentista. “Ao analisar esses sinais, junto com o grande depósito de placa bacteriana, o profissional irá diagnosticar e orientar o paciente quanto ao melhor tratamento do quadro apresentado”, comenta Luciana.

Como prevenir?

A prevenção do quadro de gengivite está diretamente associada aos hábitos de higiene bucal do paciente. Vale ressaltar que o uso de fio dental deve ser indispensável no momento da limpeza. A dentista completa: “Se o paciente utilizar a escova de maneira correta, ele apenas com uma boa higiene consegue remover os depósitos bacterianos que futuramente iriam permitir a inflamação gengival”, comenta.

Qual o tratamento indicado para casos de gengivite?

O tratamento indicado nessa situação é a remoção do acúmulo dos depósitos de placa bacteriana da superfície dentária. “O procedimento geralmente aplicado nesses casos é chamado de raspagem e profilaxia”, informa Luciana. A partir desses procedimentos, que se consistem em uma limpeza mais profunda do que a feita em casa, o dentista também conseguirá remover áreas que podem está facilitando a acumulação da placa bacteriana como restaurações com excesso ou próteses mal adaptadas. É recomendado que mesmo que o paciente não possua nenhuma doença relacionada à sua gengiva, a limpeza seja feita de seis em seis meses por um profissional de odontologia para a manutenção da higiene bucal.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciana Garcia – Ortodontista
Brasília – DF
CRO-DF 9267

Formada em odontologia desde 2004 pela Unimar (Universidade de Marília) e especializada em ortodontia.

Continuar Lendo

+ Lidas da semana